Treino Perdilhanos – Perdidos + Castelhanos 03/05/2014

Esse treino foi dificil desde o momento de levantar da cama. As 4:30 da madruga eu já estava acordado para me arrumar(comer, banheiro, etc) e chegar ao ponto de encontro as 6hs. Existe um bombeiro humorista(treinador Thiago) no grupo que está me apoiando na idéia de ir correr de sunga, mas não foi desta vez que iniciei o movimento #sungarunners hahahahaha
Tudo certo, e as 5:30 eu já saí de casa em direção ao ponto de encontro, e de lá partimos para o Morro dos Perdidos(Tijucas do Sul-PR) para iniciar nosso “Treininho”.
Para minha surpresa, muita gente compareceu ao treino, cerca de 18 pessoas. Como tem maluco nessa comunidade hein… Acordar de madrugada para ir subir um morro? É normal? hahahahaha… Isso está se tornando normal, e o nosso grupo está aumentando. A cada treino, a cada prova, vai surgindo um novo amigo de um amigo, e o grupo está crescendo.
Esse grupo virou equipe sem fins lucrativos: A FC Trail.
20140514-160352.jpg
Deixamos o carro no Osmarildo e o treino começou com a subida do Morro dos Perdidos. Imaginei que seria em ritmo leve, mas o pessoal forçou um pouco, e eu como sempre, fiquei pra trás… A desculpa é que eu queria me poupar para o treino completo que vinha pela frente ehehehhe
20140514-160334.jpg
Chegamos ao cume, com cerca de 5Km rodados em cerca de 50mins. Parada para fotos, e iniciamos a descida. Para minha tristeza, o joelho começou a doer na descida, fiquei para trás e desci andando/mancando nas partes técnicas das trilhas, e quando a descida aliviava, eu corria de leve. Passamos pela cachoeira, e eu já pensava em abortar o treino quando chegassemos no carro.
20140514-160503.jpg
Chegando no carro com cerca de 13Km percorridos, passei anti-inflamatório local, colei uma fita analgésica, passei pomada Fitotrauma(para equinos), fiz uns testes, e resolvi que dava para correr mais um pouco.
Como a galera do grupo é tudo maluca, fui bastante incentivado a continuar. Então parti para a segunda parte do Treino em direção a Colônia Castelhanos(Guaratuba-PR). Esta segunda parte do treino começamos em 8 pessoas.
Começamos correndo um trecho pela BR(cerca de 1,5Km) e então iniciamos a descida pela estrada de terra. No início da descida, dois parceiros de treino abortaram e voltaram por causa de dores, e outro retornou, pois já tinha atingido sua meta de Km rodados. Eu como tinha planejado fazer um treino psicológico para correr com dores, resolvi continuar.
Percebi que estava mancando, então me concentrei ao máximo no movimento, para que não percebessem que estava mancando. Achava que tinha aprendido o esquema para correr sem mancar, mas de repente um amigo veio em mim e falou: “Sua perna ta doendo né…. Tá feia a coisa aí hein.. Mancando pra kawaka hahahahaha”.
Neste trecho, eu estava correndo com um casal André e Helen, e o papo entre eles começou a fluir para coisas do tipo: “Olha que flor bonita”, “Quer que eu pegue aquela flor para voce?”, “Que treino romântico(Romantilhanos)”… Me senti contrangido segurando vela… E tive que acelerar um pouco o ritmo para deixar os dois a vontade hahahaha
O bicho pegava era nas descidas. No plano e nas subidas, incomodava só um pouco. Fizemos nossas paradas nas bicas para encher de água nossos reservatórios. Paramos na igrejinha e no riozinho para dar uma relaxada e curtir o visual. Estas paradas são meus momentos favoritos nestes treinos hahahahah.
20140514-160429.jpg
Quando começamos a subida da volta para nosso ponto de base(Osmarildo), já tinhamos uns 31Km acumulado, e na subida eu não iria mancar :). Subida sofrida, passamos por um ponto de queimada, que deu uma quebrada no ritmo e fôlego, mas pelo menos o joelho não estava incomodando. Tivemos sorte, pois neste trecho que seria o pior, o clima colaborou(ar fresco). Foi aí que nosso parceiro de Treino Adilson começou a se destacar. Com seus olhos de águia ele conseguia localizar uns Jacus nas árvores. Ele todo animado nos mostrava e a gente fingia que via hahahahha. Quando eu finalmente vi, perguntei: “Jacu não é macaco?”… é uma ave… hahahahahaa. Com seu olho de tandera, ele salvou a vida de nosso amigo bombeiro humorista, avisando ele para que não pisasse em uma cobra imensa e gigante. Houve um abraço emocionado ente os dois 🙂 Depois disso o Adilson saiu em disparada na subida em uma velocidade incrível. Ninguém conseguiu acompanhá-lo, e ficou a dúvida no ar: “O que ele está tomando? Será que ele usa dorgas?”
As pernas estavam cansadas, mas o mais dificil foi aguentar as piadas do bombeiro humorista. No começo a gente achava um pouco engraçado, mas conforme o cansaço aumentava a gente tentava rir por educação. Chegou um momento que estavamos tão cansados, estilo zumbis, que o bombeiro soltava as piadas, e ninguém conseguia rir hahahahhaha. Por isso digo que esse treino foi muito psicológico hahahahah.
Final do treino, 5 pessoas fechando os 49Km em pouco mais de 8hs, com desnível positivo(D+) de 2000m. Está entre os treinos mais dificeis que já fiz, e o legal é que o psicológico trabalhou bem. Agradeço a ajuda de todos da equipe, em especial ao meu amigo bombeiro humorista treinador Thiago.
20140514-160451.jpg
Isso aí galera. Estou pronto para os 50K do Indomit desde sábado 17/05/2014.
Aguardando ansiosamente!
Anúncios

FC Trail – 2a. Etapa Naventura Trail Race – Ponta Grossa 10/05/2014

Neste sábado (10/05/2014) rolou em Ponta Grossa-PR a  2a. Etapa Naventura Trail Race.

Esqueci minha câmera, então os vídeos e fotos foram feitos com o celular.

Estive por lá para ver os amigos que foram correr, e para prestigiar a estréia da tenda da equipe FC Trail.

 

The North Face Running Club – Curitiba

O The North Face Running Club está chegando em Curitiba, e isso significa que a cidade está mostrando sua importância no cenário brasileiro de Trail Running.

 

 

O sucesso do Trail Running paranaense está nas duas principais organizadoras de provas do gênero:

Naventura: Desde 2006 – Precursora do movimento de corrida em montanhas no estado do PR, e que organiza provas de todos os níveis de dificuldades.

TRC Brasil: Desde 2012 – Organizadora de corridas de montanha em cidades do PR e SC. Tem se destacado pelo elevado nivel de dificuldade em suas provas, buscando oferecer uma verdadeira experiência em trail running.

Também quero destacar a importância do trabalho do George Volpão em seu portal: Trail Running Brasil. Ele dedica sua vida a sua paixão pelas montanhas e tem se dado bem nessa história.

Um fator que foi muito importante na minha experiência nas montanhas, foi ter encontrado o grupo do facebook:

Grupo Corrida de Montanha: Foi ali que fiz amizades, e me inseri em um grupo que vai todo fim de semana fazer um treino de montanha.

A data do primeiro treino(10/05) foi infeliz porque neste mesmo dia estará acontecendo a 2a etapa do circuito da Naventura. Se fosse outro dia, acredito que a participação da galera trail seria maior.

 

PS: Vou esperar para ver como vai ser o formato desta assessoria de corrida para voltar a falar, mas acredito que ela vai começar a atrair cada vez mais o público do asfalto para as montanhas.

 

Abssss

 

Treino Longo – Caminho do Trentino

Pessoal, eu consegui!

Consegui completar minha primeira maratona neste treino de preparação para o Indomit Costa da Esmeralda.

Eu estou em evolução apressada no meu volume de longos devido a proximidade e pouco tempo de preparação específica para o Indomit. Após a Araçatuba Half Marathon(06/04), que iniciamos a preparação específica.

Concentramos nossos longos para os sábados no percurso do Caminho do Trentino no munícipio de Piraquara-PR:

12/04 – 19K – http://connect.garmin.com/activity/479603260

19/04 – 30K – http://connect.garmin.com/activity/482817961

26/04 – 42,36K – http://connect.garmin.com/activity/487785866

Desde o início do treino, eu já sabia que seria difícil, assim demos início ao treino no circuito de 14K.

Terminei a primeira volta tranquilo, sem dores.

10154256_674378259295645_2912611767674178793_n

No final da segunda volta, eu já sentia o peso das pernas e algumas dores de esforço prolongado. Pra ser sincero… já estava doendo pra kawaka hahahaha

1558476_864385430254932_2625442486631994172_n

Mas desde o início eu sabia que seria difícil e queria trabalhar o psicológico para lidar com essas dores, então iniciamos a terceira volta. Nesta terceira volta, corri do km 28 ao 31 tranquilo, sem sentira tanto as dores, mas aí elas começaram a incomodar novamente. Para piorar, as panturrilhas começaram queimar, parecendo ser um princípio de câimbras. A partir daí que começou a batalha psicológica. O corpo pedindo para eu parar, e eu tentando manter firme. Na verdade, o que me salvou, foram meus amigos, que me incentivaram e me acompanharam por toda a ultima volta não deixando eu desanimar.

42

Semana que vem, vai ter treino pior. Vai ser Castelhanos + Perdidos: 45Km com mais de 2000m de elevação positiva. Vai ser mais um treino psicológico de preparação para o Indomit. Até lá!

 

Run2B…Indomit!

Quem tem medo de correr na rua?

Boas dicas da amiga do @corremulher

Valeu carla 🙂

PhotoGrid_1397324544253

Volte e meia ouço alguma amiga comentando que “queria tanto correr” mas não consegue pois não tem nenhum parque perto de casa. Outras correm apenas na esteira, quando queriam treinar no asfalto… O motivo? Medo de correr na rua.

Não vou dizer que a violência não existe. Existe, sim. Nem vou dizer que nunca nenhum corredor foi atropelado… Não vou dizer que o medo é besteira. Não é.

Eu mesma, quando comecei a correr, travava de medo ao pensar em sair à noite e só cogitava treinar em parque, mesmo de dia.

Hoje, no entanto, acho que a “coragem”  foi um dos efeitos colaterais que a corrida me trouxe.  Acredito que com o hábito e alguns cuidados básicos, a gente consegue se virar mesmo sendo mulher, mesmo correndo sozinha, mesmo muito cedo ou à noite…

A seguir, então, algumas dicas que, embora pareçam bobinhas, serviram para mim e podem, quem sabe…

Ver o post original 633 mais palavras

1a Trail Night Run – Castelhanos 09/03/2014

Esse foi o nossa primeiro treino noturno em 09/03/2014, com organização do nosso grupo de corrida de montanha do facebook/whatsapp.

Como alguns do grupo irão participar nas distâncias de 84 e 100km da Indomit Costa da Esmeralda, resolveram se preparar para correr na escuridão, pois suas largadas serão na madrugada do dia 17/5/2014. Eu como sou iniciante, vou largar as 8hs com a galera do 50k.

O treino foi duro, mas a sensação de correr a noite é bem diferente. Nossos treinos por ali geralmente são de dia, e o trecho da subidona de cerca de 9K judia demais.

No treino noturno foi diferente. Acho que fizemos a subida no melhor tempo rsrs. Acho que o fato de não enxergarmos a subida pela frente ajudou psicologicamente.

 

 

Nunca subimos tão rápido. Rolou a brincadeira de que se a onça pintasse, o importante era não ser o mais lento da turma hahahaha

Confiram o que o garmin registrou:
http://connect.garmin.com/activity/458287789

Run2B… Fast