Vaidade feminina x esporte: acessórios esportivos a favor da vaidade feminina e onde encontrar produtos bacanas

As mulheres e a vaidade. Quem disse que para ser uma esportista profissional ou uma praticante de final de semana é preciso se desligar do

Meninas do clube Sopa de Pedra

Meninas do clube Sopa de Pedra

visual e virar uma gata borralheira? Elas escalam, correm e pedalam junto com os homens, em família, em grupos só de mulheres, fazem esforço e se arriscam no esporte, mas não abrem mão da vaidade.

Por baixo do capacete sempre pode haver um lenço charmoso e chamativo de grife, nos pés um tênis com tendência, nas unhas o esmalte da moda, e na boca um batom vermelho.

Quem gosta de bike sabe quanto de esforço é preciso para os desafios do ciclismo, mas garante que a vaidade pode sim estar presente. Aline Stochi é ciclista e participa do grupo Sopa de Pedra. É vaidosa assumida e, junto com as amigas de pedalada, procura sempre roupas e acessórios legais para vestir, e incrementar a sua bike. “As meninas gostam de seu cuidar, usar lenço, batom, a única coisa ruim são brincos, que atrapalham e enroscam“, diz ela.

No mercado já existem muitos acessórios esportivos para vender com tecnologia e um ‘tcham’ a mais. Elas buscam o Fashion, mas não abrem mão da qualidade, sempre dentro das normas de segurança.

Elas também gostam de facilidade e garantem que tudo pode ser comprado via internet. “Na net tem muito mais opção, muita coisa descolada e o preço pode ser bem mais em conta. Promoção é o que não falta”, diz Aline.

Então, o que as mulheres podem usar segundo a nossa ciclista:

– Roupa Fashion: as que valorizam as curvas. Existem modelos exclusivos pro corpo feminino: bermudas e camisetas. Pra fugir do total preto, cores alegres e rosa. Luvas e proteção para os braços também tem variações coloridas e estampas fashion à venda no mercado;

Capacete: colorido, com temas florais, com bolinhas. São um charme e destacam as mulheres no grupo;

– Batom com filtro solar e unhas pintadas, sempre.

– Cabelo: um lenço bacana, estampado. Para as meninas de cabelos longos a dica é sempre uma trança, para o cabelo não cair no rosto.

– Na bike: Um modelo de bike que seja de acordo com o esporte, é importante. Há modelos exclusivamente pro corpo feminino. O toque a mais fica por conta de uma buzina mais descolada; uma cestinha, e mochilas coloridas pra carregar todos esses acessórios e pertences.

Pesquisando na net sobre acessórios para esportistas, dá saber porque a net é fonte inspiradora e de consumo. A variedade é grande e dá pra gastar economizando. Dá pra optar por sites de compras coletivas, sites de busca por menor preço como o Submarino, (é o mais conhecido) ou Cupom Desconto de grandes marcas. Este último é cada dia mais usado pelos brasileiros, que descobriram poder pagar pelo produto e receber de volta parte do valor pago. Sim, é possível receber de volta e já são vários sites com este sistema. Um exemplo recente chama-se Poup, site que oferece Cupom Desconto para produtos Nike Store, Netshoes, e lojas do ramo como Centauro e Dafiti Sports. Sem contar lojas de acessórios eletrônicos como os relógios, cronômetros, fones de ouvido e capas pra celulares.

Enfim, o céu é o limite. É só escolher o esporte, entrar na net, buscar os equipamentos e entrar em forma sem perder o charme. Dicas não faltam.

 

Anúncios

Trabalho com esteira

Estou sumido aqui do blog… Mais uma vez a poeira está reinando por aqui cof cof cof rsrs…

Como vocês sabem, eu trabalho na área de tecnologia, e é comum eu passar por fases turbulentas em que o trabalho me ocupa a maior parte do meu tempo. Muuta hora extra rolando, repito… Muita, mas muita hora extra rolando… E isso acaba impactando em minha rotina.

Como sou do seguinte pensamento: tempo a gente sempre arruma… Estou dando meu jeito e me adaptando.

Tem dia que corro pela manhã, ou então corro na hora do almoço. Se der uma brecha, corro a tarde, ou então à noite. Às vezes fico sem treinar também… Paciência.

Depois da última gripe que peguei por causa do frio, tomei uma decisão: como estou dormindo mal, por causa do trabalho, minha resistência anda um pouco baixa, então resolvi me cuidar para evitar uma nova gripe, e quando está frio, corro na esteira da academia.

Hoje tinha um treino de 18K. A temperatura estava em torno dos 13 graus, aí tive que encarar a esteira. Acho que foi o treino mais longo que fiz na esteira, e foi um teste de paciência porque mantive velocidade constante.

image

Geralmente faço treinos de tiros(intervalados) quebrando a monotonia, mas um treino longo destes na esteira pareceu uma eternidade rsrs. Ah, foi legal que mantive uma velocidade boa, mesmo sendo na esteira, 14km/h foi show de bola. Agora dureza vai ser os próximos treinos porque fiquei com uma bolha em cada pé. Vacilei de não proteger os pés devidamente, mas faz parte dessa nossa vida.

Com essa correria no trabalho, tive que abrir mão da musculação e do spinning para priorizar a corrida, mas pelo menos uma vez por semana estou encarando um pedal. Neste domingo encarei de speed 60K. Estou aprendendo ainda é conhecendo a speed, mas estou gostando bastante.

image

É isso aí pessoal, se vocês estão com dificuldades por falta tempo… Pense um pouco, se planeje, pois com esforço a gente consegue arrumar mais um tempinho…

PS: neste sábado 13/07/2013 tem a fila night race Curitiba 10k, e vou estar por lá… E dia 28/07/2013 é a golden4asics SP e estarei lá tentando um Record pessoal mundial de todos os tempos na meia maratona.

Aula de Spinning

A camilajapa sempre fez aulas de spinning, e sempre falou bem das aulas.

Eu só fui experimentar esta aula neste sábado, e gostei.

É uma aula de ciclismo bastante intensa, e que trabalha bastante a resistência.

Antes da aula, a professora conversou comigo, pelo fato de ser minha primeira aula. Ela falou sobre os limites da frequência cardíaca que seriam utilizados na aula, entre 150 e 170bpm, e pediu para eu não exagerar, pois senão ficaria com as pernas muito doloridas no dia seguinte.

Comecei a aula sem abusar, com pouco peso, e com uma cadência moderada, seguindo as instruções da professora. Mas com o passar da aula, vi que não era bicho de 7 cabeças e que poderia forçar um pouco. A aula foi dedicada a força e resistência, fazendo séries mais pesadas simulando subidas. Aí eu senti um benefício direto para as minhas corridas: percebi que este tipo de treino vai me ajudar em subidas 🙂

Dei uma pesquisada na internet e descobri que em uma aula de 1hr, as mulheres queimas aproximadamente 600 calorias, e os homens chegam a queimar até 800 calorias.

A aula é bem animada com bastante música, clipe no telão, e em algumas academia existe até iluminação de balada para a galera entrar no clima.

Conversei com minha assessoria esportiva, e eles aprovaram a aula de spinning e pediram para eu intercalar as aulas de spinning com os meus treinos de corrida. Acredito que irei fazer spinning umas 2 vezes por semana 🙂

Run2B…Happy

Ciclovias, ciclofaixas e ciclorrotas de São Paulo

Aí galera do Run2B SP que também curte uma bike…..

Vocês já utilizaram as ciclovias que há na cidade???

Confesso que conheço, só de ouvir falar e ver passando de carro, as ciclovias que funcionam de domingo para o lazer da galera…hj era um dia que eu ia dar uma testada na ciclovia ali da Paulista/Centro, mas com esse calor e sol acabei desanimando….

A gente também pode fazer um treino de corrida nessas ciclofaixas será? É muito cheio, por exemplo as próximas ao Ibirapuera?? Eu ainda tenho que ir testar e ver de bike mesmo…..pq tb adoro um passeio de bike…

Vi na reportagem que há ciclovia permanente….mas parece que são 3km e pouco em toda cidade de São Paulo….sei lá….na minha opinião acho que é meio pouco não? Pra uma cidade tão grande? E ciclovia que leva lugar nenhuma à lugar nenhum também não dá né!

http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/1165145-conheca-as-ciclovias-ciclofaixas-e-ciclorrotas-de-sao-paulo.shtml

Aqui não vou defender nem os ciclistas e nem os motoristas, mas acho que um tem que respeitar o outro. Não é pq o cara tá de bike que não tenha que respeitar o motorista, ou os pedestres. Vejo muitos absurdos causados por ciclistas pelas ruas, por isso eu sou muito a favor de criarem ciclovias na cidade e separando mesmo as bikes dos carros, porque é desrespeito total de ambas as partes. Eu tenho vergonha as vezes de ser ciclista, e vergonha de ser motorista.

Pedestre então…nunca tem vez mesmo aqui em São Paulo…..e sei que não é só por aqui. Se nem na calçada a gente pode andar tranquilo, quem dirá em faixa de pedestres….isso é uma coisa que muitos ciclistas nem veêm….faixa de pedestre. Ciclista tem que esperar o farol abrir que nem o motorista de carro!!! Ainda mais quando tem pedestre atravessando!!!

É isso aí gente, tem que começar por nós a mudança….corredor, ciclista, motorista…todos se respeitando…pq vocÊ pode ser um deles.

 

Run2B……respect