Treino Perdilhanos – Perdidos + Castelhanos 03/05/2014

Esse treino foi dificil desde o momento de levantar da cama. As 4:30 da madruga eu já estava acordado para me arrumar(comer, banheiro, etc) e chegar ao ponto de encontro as 6hs. Existe um bombeiro humorista(treinador Thiago) no grupo que está me apoiando na idéia de ir correr de sunga, mas não foi desta vez que iniciei o movimento #sungarunners hahahahaha
Tudo certo, e as 5:30 eu já saí de casa em direção ao ponto de encontro, e de lá partimos para o Morro dos Perdidos(Tijucas do Sul-PR) para iniciar nosso “Treininho”.
Para minha surpresa, muita gente compareceu ao treino, cerca de 18 pessoas. Como tem maluco nessa comunidade hein… Acordar de madrugada para ir subir um morro? É normal? hahahahaha… Isso está se tornando normal, e o nosso grupo está aumentando. A cada treino, a cada prova, vai surgindo um novo amigo de um amigo, e o grupo está crescendo.
Esse grupo virou equipe sem fins lucrativos: A FC Trail.
20140514-160352.jpg
Deixamos o carro no Osmarildo e o treino começou com a subida do Morro dos Perdidos. Imaginei que seria em ritmo leve, mas o pessoal forçou um pouco, e eu como sempre, fiquei pra trás… A desculpa é que eu queria me poupar para o treino completo que vinha pela frente ehehehhe
20140514-160334.jpg
Chegamos ao cume, com cerca de 5Km rodados em cerca de 50mins. Parada para fotos, e iniciamos a descida. Para minha tristeza, o joelho começou a doer na descida, fiquei para trás e desci andando/mancando nas partes técnicas das trilhas, e quando a descida aliviava, eu corria de leve. Passamos pela cachoeira, e eu já pensava em abortar o treino quando chegassemos no carro.
20140514-160503.jpg
Chegando no carro com cerca de 13Km percorridos, passei anti-inflamatório local, colei uma fita analgésica, passei pomada Fitotrauma(para equinos), fiz uns testes, e resolvi que dava para correr mais um pouco.
Como a galera do grupo é tudo maluca, fui bastante incentivado a continuar. Então parti para a segunda parte do Treino em direção a Colônia Castelhanos(Guaratuba-PR). Esta segunda parte do treino começamos em 8 pessoas.
Começamos correndo um trecho pela BR(cerca de 1,5Km) e então iniciamos a descida pela estrada de terra. No início da descida, dois parceiros de treino abortaram e voltaram por causa de dores, e outro retornou, pois já tinha atingido sua meta de Km rodados. Eu como tinha planejado fazer um treino psicológico para correr com dores, resolvi continuar.
Percebi que estava mancando, então me concentrei ao máximo no movimento, para que não percebessem que estava mancando. Achava que tinha aprendido o esquema para correr sem mancar, mas de repente um amigo veio em mim e falou: “Sua perna ta doendo né…. Tá feia a coisa aí hein.. Mancando pra kawaka hahahahaha”.
Neste trecho, eu estava correndo com um casal André e Helen, e o papo entre eles começou a fluir para coisas do tipo: “Olha que flor bonita”, “Quer que eu pegue aquela flor para voce?”, “Que treino romântico(Romantilhanos)”… Me senti contrangido segurando vela… E tive que acelerar um pouco o ritmo para deixar os dois a vontade hahahaha
O bicho pegava era nas descidas. No plano e nas subidas, incomodava só um pouco. Fizemos nossas paradas nas bicas para encher de água nossos reservatórios. Paramos na igrejinha e no riozinho para dar uma relaxada e curtir o visual. Estas paradas são meus momentos favoritos nestes treinos hahahahah.
20140514-160429.jpg
Quando começamos a subida da volta para nosso ponto de base(Osmarildo), já tinhamos uns 31Km acumulado, e na subida eu não iria mancar :). Subida sofrida, passamos por um ponto de queimada, que deu uma quebrada no ritmo e fôlego, mas pelo menos o joelho não estava incomodando. Tivemos sorte, pois neste trecho que seria o pior, o clima colaborou(ar fresco). Foi aí que nosso parceiro de Treino Adilson começou a se destacar. Com seus olhos de águia ele conseguia localizar uns Jacus nas árvores. Ele todo animado nos mostrava e a gente fingia que via hahahahha. Quando eu finalmente vi, perguntei: “Jacu não é macaco?”… é uma ave… hahahahahaa. Com seu olho de tandera, ele salvou a vida de nosso amigo bombeiro humorista, avisando ele para que não pisasse em uma cobra imensa e gigante. Houve um abraço emocionado ente os dois 🙂 Depois disso o Adilson saiu em disparada na subida em uma velocidade incrível. Ninguém conseguiu acompanhá-lo, e ficou a dúvida no ar: “O que ele está tomando? Será que ele usa dorgas?”
As pernas estavam cansadas, mas o mais dificil foi aguentar as piadas do bombeiro humorista. No começo a gente achava um pouco engraçado, mas conforme o cansaço aumentava a gente tentava rir por educação. Chegou um momento que estavamos tão cansados, estilo zumbis, que o bombeiro soltava as piadas, e ninguém conseguia rir hahahahhaha. Por isso digo que esse treino foi muito psicológico hahahahah.
Final do treino, 5 pessoas fechando os 49Km em pouco mais de 8hs, com desnível positivo(D+) de 2000m. Está entre os treinos mais dificeis que já fiz, e o legal é que o psicológico trabalhou bem. Agradeço a ajuda de todos da equipe, em especial ao meu amigo bombeiro humorista treinador Thiago.
20140514-160451.jpg
Isso aí galera. Estou pronto para os 50K do Indomit desde sábado 17/05/2014.
Aguardando ansiosamente!
Anúncios

TRC Araçatuba Half Marathon 2014

Tirando o atraso para variar um pouco né galera!

Neste 06/04/2014 aconteceu a meia maratona mais dificil do Brasil: Araçatuba Half MArathon. Foram 21Km com quase 1460m de desnível positivo, ou seja, não é para qualquer um. Senti isso na pele, sofri muito!

Diferentemente da 1a Etapa da Naventura em Sao Luiz do Purunã, que fiz em ritmo de treino, pretendia correr esta no limite, tentando me sair o melhor possível. Então parti para a largada com um pensamento só: correr no limite.

Contagem regressiva: 5, 4, 3, 2, 1… E largamos forte, e logo começou a subida e vamos lá, só que senti que saí forte demais, e após uns 400m de subida fortíssima, tive que parar para respirar, alguns amigos passaram por mim perguntando se estava tudo bem, e resolvi caminhar um pouco. Logo encontrei o seu Luiz parado pegando um pouco de fôlego. Parei ali com ele e conversamos um pouco, o teor da conversa: Estávamos quebrados!

Dali em diante foi muita subida e muito sofrimento, em parceria com seu Luiz até ali pelo km 6, então começou uma descida forte onde consegui voltar a correr. Ali foi legal, pois enquanto descia encontrei alguns amigos voltando, pois esta descida ia até uma casinha como posto de controle e voltava pelo mesmo caminho: subidona. Na parada do posto de controle marcava aproximadamente o km 9. Parei para tomar um pouco de coca cola, e tirei umas pedras do tênis.

10154293_689069884484912_4236792461698041847_n

Então comecei a subida da volta, corria um pouquinho e andava um montão, e por ali fechei parceria com um novo amigo o Eloyr. E assim foi até aproximadamente o km 12. Nesse ponto o bicho pegou, a subida conseguiu ficar mais difícil, só andava e em alguns pontos encontrava a galera fazendo paradas para tomar fôlego, e também parei em alguns pontos. O Eloyr, muito camarada também parou para respirar e fazer uns vídeos. Olha só o vídeo que ele fez: Vc vai ver que as paradas de folego, faziam aproveitar bastante a vista que tínhamos a disposição…

Seguimos assim até o cume, perto do km 15. Sentei um pouco, tomei um gel, uma água e alonguei um pouco.

Depois de alguns minutos, começamos a descida. E após uns 500m senti um mal estar e tive que sentar. O Eloyr parou para me esperar preocupado comigo, mas pedi para ele continuar, e fiquei ali descansando um pouco. Acho que minha pressão caiu 😦 Tomei uma cápsula de sal e esperei alguns minutos e resolvi correr de leve. Senti que estava melhor, então segui correndo leve, mas a descida começou a ficar pesada e com bastante barro. O que estava difícil ficou pior. Meu joelho começou a doer.

Logo encontrei um ponto com staff, então sentei um pouco e fiquei conversando com eles. Staff não tem vida fácil, estavam por ali desde cedo. Tiveram que encarar o subidão na caminhada em um horário que o frio ainda pegava. Tiro o chapéu para essa galera, e pretendo participar de uma prova como staff em breve 🙂

Resolvi voltar a corer bem de leve cuidando bastante com as descidas. Adaptei minha pisada para não forçar o joelho, ou seja, manquei um pouco rsrs E assim segui por cerca de 1 quilometro, quando percebi que meu joelho não doía como antes, apenas sentia um leve incômodo. Então soquei a bota e comecei a passar algumas pessoas. Quando faltava cerca de 1 km encontrei o Guilherme, amigo de treino. Ele estava caminhando, cansado… PEdi para ele me acompanhar porque faltava pouco, e assim fomos juntos.

Seguimos passando algumas pessoas e fui chamando a galera para acompanhar porque faltava pouco, e quando vi corríamos em um pelotão de uns 6 quebrados hahahahha

Soquei a bota até a linha de chegada e por lá me sentei e me acalmei. Muita alegria na chegada desta prova que foi muito difícil para mim. Recomendo a todos.

Fechei 4:26′

Meta para 2015: sub 4hs

Olha o que meu garmin registrou:

Split
Time
Distance
Avg Pace
Summary 4:26:13.2 22,68 11:44
1 8:18.2 1,00 8:18
2 20:56.8 1,00 20:56
3 13:03.7 1,00 13:04
4 10:49.3 1,00 10:49
5 8:20.7 1,00 8:21
6 8:57.9 1,00 8:58
7 6:29.1 1,00 6:29
8 6:07.5 1,00 6:08
9 11:13.1 1,00 11:13
10 15:53.3 1,00 15:53
11 12:18.5 1,00 12:19
12 10:11.6 1,00 10:12
13 10:51.6 1,00 10:51
14 18:57.4 1,00 18:58
15 27:42.0 1,00 27:41
16 18:09.9 1,00 18:09
17 8:52.2 1,00 8:52
18 6:49.6 1,00 6:50
19 8:10.5 1,00 8:10
20 11:06.1 1,00 11:06
21 8:15.1 1,00 8:15
22 8:32.0 1,00 8:32
23 6:07.0 0,68 8:56

http://connect.garmin.com/activity/479603254

Confesso que fiquei bastante decepcionado com meu desempenho na prova. Sofri muito e pensei bastante sobre meus treinos e sobre a estratégia na prova. Cheguei a pensar em desistir da próxima prova por causa das dores no joelho. Mas chega de mimimi. A deprê pós prova passou e tive bastante apoio dos amigos da corrida de montanha. Agradeço aos amigos do grupo zapzap(whatsapp) da montanha, muita parceria e incentivo.

Não desisti, e agora a preparação começa para a próxima: Indomit Costa da Esmeralda 50K

Essa prova promete muito. Depois conversamos um pouco sobre ela 🙂

Run2B… Strong

Treino Morro da Palha – Campo Magro-PR

Hoje foi dia de treino, ou melhor, hoje foi dia de morro rsrs

Fui à convite de um colega do Grupo de Corrida de Montanha Curitiba do Facebook, para conhecer esse caminho e valeu à pena.

Às 4:50 da madruga eu já estava acordando e arrumei tudo para a corrida. Busquei meu colega as 6hs próximo à casa dele e rumamos para Campo Magro. Chegando em Campo Magro, entramos pela estrada de terra do turismo rural e seguimos por ali até perto da base do Morro da Palha.

Deixamos o carro dentro do Restaurante Casarão. Eles estavam arrumando o restaurante e viram que eu estava estacionando o carro na rua, e ofereceram o estacionamento deles para eu deixar meu carro. Achei muito legal da parte deles, porque ainda era 7hs da manhã e abriram o estacionamento por nossa causa rsrs. Desse modo, fica a indicação: http://ocasaraocampomagro.com.br/

Por ali fizemos um alongamento e partimos para o Morro da Palha em ritmo de aquecimento. O aquecimento foi pela estrada de terra que levava até o morro, e foi um sobe e desce danado já nessa estrada.

Aì começamos a subida do Morro da Palha, e fui na boa, acompanhando o ritmo do meu colega. Eu estava preocupado, se conseguiria, mas consegui acompanhar sem atrapalhar o treino dele 🙂

Subida é aquele esquema: Corre quando dá, Anda quando precisa, e assim por diante. Não há vergonha em andar neste tipo de terreno, ainda bem né rsrs. A subida foi por uma estrada de terra que só alguns carros 4×4 se arriscam. Deu pra perceber que para os carros é difícil, então imagine a dificuldade a pé… Mas até que foi na boa, alternando corrida e caminhada, quando percebi, já estavamos no cume do morro. O GPS marcou 5.5Km em 39’30”, e o legal foi perceber que cheguei lá em cima com uma sobra boa.

Ficamos ali em cima um pouco conversando e logo partimos para a descida, e fomos em ritmo moderado cuidando com as pedras soltas e poupando as pernas para a próxima prova que iremos fazer dia 01/12, mas depois falo sobre ela em outro post.

Chegando na base, nos enfiamos em uma trilha single-track, alongando um pouco nosso treino por um trecho mais técnico de sobe e desce. É muito bom para treinar os reflexos e se adaptar a este tipo de terreno.

Chegando de volta ao restaurante, o GPS marcou 13.4Km em 1:45′, e para relaxar os músculos partimos para um banho na cachoeira da professorinha, que fica à uns 200m do restaurante. A água estava um gelo e teve um efeito anti-inflamatório nos músculos rsrs. Se tivessemos mais tempo, teríamos partido para um segundo trecho de corrida rsrs, mas fica para a próxima.

É isso aí galera, o foco de 2014 é a montanha, mas já estou aí na batalha. Depois tenho que contar a prova que tenho em mente, e vai ser loucura da minha parte rsrs

Corrida Nhundiaquara-Morretes-PR 27/10/2013

Tirando o atraso nos posts aqui do blog…

Esta corrida eu fiz dia 27/10/2013 em Morretes-PR. A prova foi organizada pela Correr e Nadar, e eu esperava um maior grau de dificuldade com relação a subidas, mas neste quesito não tivemos grandes problemas.

A maior dificuldade que enfrentei foi não estar devidamente preparado e também o calor. Como não tinha muitas subidas, eu tentei fazer em meu ritmo moderado/forte, mas logo senti o despreparo e diminui o ritmo, mas lá pelo km 16 não resisti e tive que alternar corridas com caminhadas rsrs

Confiram o vídeo que montei.

Pelas imagens, vcs puderam conferir que valeu a pena! É por causa dessa paisagem que eu vou focar nas montanhas em 2014. Já estou com uma idéia da minha meta para 2014, mas vou esperar confirmar… aí conto pra vcs. O que posso adiantar é que vai ser dureza…

Circuito Paranaense de Corrida em Montanha Naventura 2013 – 1a Etapa – Fotos – São Luiz do Purunã

Agora este post é com as fotos que comprei na focoradical.com.br:

Photo 27-03-13 10 18 52 Photo 27-03-13 10 01 17 Photo 27-03-13 10 01 15 Photo 27-03-13 10 01 13   Photo 24-03-13 10 54 58 Photo 24-03-13 10 39 53 Photo 24-03-13 10 39 52 MA13CMC0607_Baixa-1800x1200pixels300dpi

Photo 24-03-13 11 25 49

Photo 24-03-13 11 25 51

Esta última eu peguei no trailrunningbrasil, com minha treinadora Vanessa Cabrini(BPM Assessoria Esportiva), que conquistou o 3° na classificação geral do feminino 12K:

Circuito Paranaense de Corrida em Montanha 2013 – 1a Etapa

Um dia, um amigo me disse que quando eu experimentasse a montanha(no meu caso, a K21Curitiba), eu não iria largar mais. Ele estava certo!

Já tenho minha próxima prova:

1a Etapa – Circuito Paranaense de Corrida em Montanha 2013 – São Luiz do Purunã-PR

No sábado, antes da corrida da Unimed, conversei com minha assessoria esportiva, e decidi me inscrever nesta corrida de montanha porque em abril vou sair de férias em viagem, e como esta prova será dia 24/03/2013, vai ser uma espécie de dia pra me matar de canseira, e depois vou poder descansar…rsrs

Recebi minha planilha hoje, e percebi que na verdade não terei tanto descanso…rs…pois minha prova alvo para atingir minha meta sub 45′ será em uma prova no mês de junho, provavelmente na meiadefloripa, então vou ter que me dedicar.

Na corrida de montanha do dia 24/3 vou encarar os 12Km, e já vi que vai ser sofrido e divertido:

 

Assim como na K21Curitiba, vai ter um trecho que vou correr em um riacho 🙂

É diversão garantida.

Depois da prova, vamos curtir o parque Estância Águas da Serra. Merecemos né?

 

Run2B…Happy

 

K21 Curitiba 2013 em fotos

Como esta foi a prova que mais gostei até hoje, como já falei no post da K21Curitiba, não hesitei em comprar umas fotos. Recebi hoje as fotos que comprei no foco radical:

aps0313k21c4002_Baixa-1800x1200pixels300dpi

Nas paradas de hidratação não tive vergonha de parar para curtir a água e me refrescar com calma:

BUD13K21PR03078_Baixa-1800x1200pixels300dpi

Nas subidas fortes caminhei em ritmo moderado para poupar energias:

CSM13K21PR07707_Baixa-1800x1200pixels300dpi

CSM13K21PR07710_Baixa-1800x1200pixels300dpi

Como poupei energias na subida, na descida eu sentei a bota:

CSM13K21PR08035_Baixa-1800x1200pixels300dpi

MA13K21C0558_Baixa-1800x1200pixels300dpi

MA13K21C2731_Baixa-1800x1200pixels300dpi

MA13K21C2739_Baixa-1800x1200pixels300dpi

E aí algumas fotos que encontrei na internet:

img_3187

img_3196

img_3198

img_3230

Aí os vencedores:

1° – José Virgínio de Morais(regata branca)

2° – Giliard Altair Pinheiro(regata azul)

VirginioGilli